eventos

Eventos

04/06/2014 - Expositores da M&T Peças e Serviços expõem novidades para pós-venda e gestão de equipamentos
 
Feira, que vai até sexta-feira, ressalta desenvolvimento tecnológico do setor para aumento da produtividade e competitividade os usuários de máquinas
 
Uma série de lançamentos em peças, serviços, pós-venda e gestão de equipamentos está em destaque na M&T Peças e Serviços – 2ª Feira e Congresso de Tecnologia e Gestão de Equipamentos para Construção e Mineração, que acontece até sexta-feira (06), no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. Promovido pela Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração, o evento é o maior encontro do setor de pós-venda e serviços da América Latina e conta com a participação de 239 expositores, representando 266 marcas nacionais e internacionais.
Os visitantes têm a oportunidade de conhecer, por exemplo, as soluções de serviços da Scania disponíveis aos clientes que atuam nos segmentos de construção e mineração, entre eles, o Scania Serviços Dedicados – que é o atendimento na estrutura do cliente –, o novo programa de manutenção, o completo sortimento das peças originais Scania, a manutenção flexível, o óleo sintético, a consultoria de desempenho e o treinamento de motoristas. “A Scania entende serviços como foco estratégico do negócio, e não apenas um portfólio oferecido ao cliente”, afirma Fabio Souza, diretor de Serviços da Scania no Brasil. “A busca por soluções integradas entre produtos e serviços é uma demanda crescente do mercado. Seguimos atualizando nossa linha para disponibilizar cada vez mais soluções eficientes a nossos clientes, atendendo a suas necessidades específicas.”
No estande da Palfinger, o profissional que visitar a M&T Peças e Seviços 2014 poderá conhecer o sistema de monitoramento dos equipamentos em campo e o PALTRONIC 50, um controle remoto com visor dos principais dos indicadores de operação do guindaste, como capacidade de elevação e indicador de sobrecarga. Projetado para operar em ambientes severos, ele auxilia o operador a trabalhar com mais eficiência, sem descuidar da segurança. “Apesar da redução da atividade econômica, visualizamos oportunidades de negócios em pós-vendas. A frota que está em campo deve estar plenamente operante e disponível, evitando paradas não programadas”, comenta o Leandro Schünke, gerente da unidade de negócios Pós-vendas. Ele adianta que a empresa estuda ampliar suas estruturas ainda em 2014.
Já a BMC-Hyundai destaca duas ferramentas de pós-vendas na M&T Peças e Serviços: manutenção periódica programada (MPP) e o sistema de análise de fluidos LubLife. A primeira garante que o cliente tenha seu equipamento monitorado e revisado durante o período de vigência do seu plano. A segunda foca a condição dos fluidos que garante o bom funcionamento do equipamento, possibilitando a identificação princípios de falhas de componentes e até mesmo auxiliar os clientes em sua operação.
A M&T Peças e Serviços traz ainda novidades dos seguintes setores: soluções tecnológicas para monitoramento de equipamentos, sistemas de eletrônica embarcada, sistemas de telemetria, sistemas de navegação, simuladores de operação e softwares de gestão de equipamentos, sistemas de transmissão, sistemas hidráulicos e pneumáticos, sistemas elétricos, pneus e material rodante, lubrificantes, filtros, laboratórios de análise, sistemas de controle, ferramentas de penetração no solo e desgaste, máquinas operatrizes de ferramentas para oficina, equipamentos de segurança, equipamentos leves, dispositivos de amarração e içamento de carga, produtos e sistemas para controle ambiental, prestação de serviços de manutenção, e formação e capacitação de mão de obra.
 
Salão da Tecnologia apresenta tecnologia de ponta utilizada na área de saneamento
O inédito Salão de Tecnologia de Equipamentos de Construção e Mineração na M&T Peças e Serviços 2014 está reunindo tecnologias inovadoras usadas no dia a dia da operação de uma construtora e locadora. Entre as participantes estão as construtoras CR Almeida, Grupo Galvão e Odebrecht Infraestrutura, a locadora Escad Rental e as empresas Argos Guindastes, Beka Lube, Bomag Marini, DN4 Tecnologia, Leica Geosystems, Novak & Gouveia, OilCheck, Real Bombas, Totvs.
Nesse sentido, a Mitsubishi Electric, parceiro do Grupo Galvão, trouxe para o Salão duas soluções que agregam produtividade e sustentabilidade para a operação da construtora. O Centro de Controle Operacional (CCO) é uma avançada solução de automação e telemetria, que consegue integrar as diversas soluções nestas áreas, atuando de forma remota nos dispositivos para monitorar e controlar a performance da operação, além dos sinais vitais dos equipamentos. Com tela touchscreen e imagens em 3D, ela possui uma alta conectividade, que possibilita levar o ambiente de trabalho para qualquer lugar, com interações em tempo real, 24 horas por dia.
Outra tecnologia de destaque da companhia é a solução de sustentabilidade, que trabalha a eficiência energética e a economia de energia elétrica, resultado em economia no uso desse recurso e consequente resultado financeiro. Aplicado em instalações industriais, usinas de britagem, centrais de concreto e nos grandes motores elétricos usados na área de saneamento, possibilita também um aumento na vida útil de seus componentes. Esses benefícios ocorrem porque a solução atua diretamente na demanda de potência, ou seja, ela envia exatamente a potência necessária à produção que os componentes do motor necessitam. Tecnologia recentemente chegada ao Brasil, pode levar a uma economia em torno de 20% na conta de energia, além de melhor relação no fator de potência.
De acordo com Silvimar Fernandes Reis, diretor de equipamentos e suprimentos do Grupo Galvão, as duas soluções são aplicadas em concessões de saneamento da Companhia de Águas do Brasil (CAB ambiental). “Um de nossos desafios é buscar produtividade e integração das diversas soluções e, com essas duas tecnologias de ponta obtivemos ganhos de sustentabilidade e produtividade com essas duas tecnologias de ponta”, finaliza.
 
Indústria ferroviária produz locomotivas que consomem 25% menos combustível
Apesar das deficiências ainda existentes no setor, a indústria ferroviária brasileira tem vencido importantes desafios. Hoje, por exemplo, a capacidade de carga por eixo chega a 37 toneladas, quando era de apenas 30 toneladas antes da privatização. Além disso, as locomotivas que saem hoje da linha produção consomem até 25% menos combustíveis, assim como os novos vagões de passageiros conseguem reduzir em até 30% o consumo de energia. Tais referências fizeram parte da palestra A Indústria ferroviária no Brasil e seus desafios tecnológicos, proferida pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária, Vicente Abate no seminário promovido pela entidade na M&T Peças e Serviços Congresso, realizado em São Paulo, conjuntamente com a M&T Peças e Serviços.
Além desses avanços, Abate também lembrou que além de ter maior capacidade de carga, os novos vagões também propiciam maior produtividade em razão do avanço tecnológico. No caso de vagões destinados ao transporte de açúcar, por exemplo, podem ser descarregados em um minuto, enquanto os antigos demoraram 45 minutos. Para essa operação, atualmente é necessário apenas um operário é necessário, contra seis exigidos nos passado. “Essa é mais uma prova da capacidade de inovação de toda a cadeia produtiva envolvida com a indústria ferroviária brasileira”, afirmou Abate.
O presidente também deu detalhes do Plano de Renovação de Frotas, que está sendo estudado pela iniciativa privada e o governo e que prevê a renovação de 40 mil vagões. Abate ainda lembrou dos investimentos específicos para o setor ferroviário contemplados no PIL – Programa de Investimentos em Logística, cujo montante chega a R$ 99 bilhões e que prevê dobrar a extensão da malha ferroviária atual, estabelecer a velocidade de 80km/h como padrão e conseguir a interoperabilidade de toda a rede ferroviária nacional.
Após a palestra de Abate, o consultor Sérgio Coutinho chamou a atenção para a necessidade de se acelerar esses investimentos para beneficiar a sociedade com a redução do custo nos transportes. Nesse sentido, ele lembrou que o custo logístico no Brasil é estimado em 11% do PIB, enquanto em países como Estados Unidos fica entre 5% e 8%. “É vital investir na modernização do setor ferroviário, pois ele, comprovadamente, é o que melhor resposta dá para aprimorar a mobilidade urbana, além de ser o que melhor faz uso do solo e o menos prejudicial ao ambiente”, finalizou o consultor.
 
Falta de controle no transporte de cargas reduz de 7 a 2 anos a vida útil das rodovias
Já no seminário Venda no Limite Legal, organizado pelo Sindipedras – Sindicato da Indústria de Mineração de Pedra Britada no Estado de São Paulo, na M&T Peças e Serviços Congresso o diretor da Confederação Nacional de Transporte (CNT), Geraldo Viana, afirmou que os grandes problemas enfrentados pelas rodovias brasileiras são o excesso de peso nos caminhões e o ineficaz monitoramento da lei da balança. No entender de Fernando Pedraça Junior, especialista em técnicas de pesagem, que também participou do seminário, é de grande importância uma fiscalização eficaz e adequada em todas as rodovias brasileiras. Segundo ele, somente assim a Lei da Balança, que regulamenta as normas e configurações dos veículos rodoviários, será respeitada.
De acordo com os dados apresentados no Seminário, quando o limite de peso da rodovia não é respeitado, sua vida útil cai de sete para dois anos. Conforme Viana, para um monitoramento adequado é necessário que as balanças operem 24 horas por dia em todo Brasil. Além disso, ele salienta a importância de se investir em outros meios de maior capacidade para escoamento das cargas, como ferrovias e hidrovias.
 
M&T Peças e Serviços – 2ª Feira e Congresso de Tecnologia e Gestão de Equipamentos para Construção e Mineração
Data: 3 a 6 de junho de 2014
Local: Centro de Exposições Imigrantes - Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Água Funda – São Paulo/SP
Informações: http://www.mtps.org.br/
 
Mecânica de Comunicação Ltda.

03/06/2014 - Redes subterrâneas de energia crescem no Brasil
 
Uso da tecnologia diminui cortes de energia por danos da rede e a necessidade de manutenções regulares
 
O uso de redes subterrâneas de energia elétrica tem mais de 120 anos, com relatos datados na Nova Iorque do século XIX. Esta tecnologia traz diversos benefícios para a sociedade como, por exemplo, a diminuição e consequente desaparecimento dos postes, o corte de energia por conta de acidentes envolvendo os mesmos ou por danos na rede elétrica aérea, a poda agressiva de árvores para que os fios possam passar, entre outros. E esta tecnologia vem passando por uma curva crescente no mercado brasileiro, principalmente impulsionado pelos condomínios fechados.
A evolução desta tecnologia vem reduzindo o investimento inicial por parte das distribuidoras. Hoje, encontramos desde equipamentos específicos para a instalação, como os do tipo “tatuzinho”, que evitam a abertura de valas, até a tecnologia embarcada nos próprios cabos. Justamente por conta deste cenário que as perspectivas para o Brasil são altas para os próximos anos.
Diante destas perspectivas a Nexans estará presente na Feira de Redes Subterrâneas, que acontece entre os dias 3 e 5 de junho, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo. “Acreditamos que o futuro da transmissão elétrica do Brasil passa diretamente pelas redes subterrâneas, pela necessidade de um serviço de maior qualidade, segurança e que traga benefícios para a sociedade”, afirma Marco Vitiello, presidente da Nexans no Brasil. Com a expertise global que possui na tecnologia, associada ao conhecimento do mercado local e dos produtos já consolidados no exterior, a companhia posiciona-se como uma das líderes do segmento.
Durante o evento, a empresa fará uma palestra com o tema “Evolução e características dos cabos de energia para alta tensão - Componentes do cabo de alta tensão: condutor, semicondutora interna, isolamento, semicondutora externa, blindagem metálica e cobertura”, que será ministrada por Leonel Rodrigues, gerente de aplicação de produtos da Nexans. Ela acontecerá no dia 4 de junho, às 12h00, no auditório “Redes Subterrâneas”.
O estande da Nexans na Feira estará localizado próximo do auditório do evento e estarão disponíveis para atender a imprensa Alexandre Marques, gerente de vendas, e Leonel Rodrigues, gerente de aplicação de produtos da empresa.
Feira de Redes Subterrâneas
Data: 3 a 5 de junho de 2014
Horário: das 8h às 19h
Palestra: dia 4 de junho, às 12h, no auditório “Redes Subterrâneas”
Local: Centro de Convenções Frei Caneca
Endereço: Rua Frei Caneca, 569 – São Paulo/SP
 
Sobre a Nexans - Com a energia na base de seu desenvolvimento, a Nexans, uma especialista mundial na indústria de cabos, oferece uma ampla linha de cabos e soluções de cabeamento. O Grupo é um participante global nos mercados de transmissão e distribuição de energia, indústria e construção. A Nexans atende a uma ampla gama de segmentos de mercado: de redes de energia e telecomunicações a recursos de energia (turbinas eólicas, energia fotovoltaica, gás e petróleo e mineração) até o transporte (construção naval, aeroespacial, automotiva e automação e ferrovias). A Nexans é uma empresa industrial responsável que considera o desenvolvimento sustentável como parte integrante de sua estratégia global e operacional. A inovação contínua em produtos, soluções e serviços, desenvolvimento e compromisso de funcionários, orientação ao cliente e a introdução de processos industriais seguros com impacto ambiental limitado estão entre as principais iniciativas que enquadram a Nexans no centro de um futuro sustentável. Com presença industrial em 40 países e atividades comerciais no mundo inteiro, a Nexans emprega 25.500 pessoas e teve, em 2012, vendas de quase 7,2 bilhões de euros. A Nexans tem suas ações negociadas na NYSE Euronext Paris, compartimento A. Para mais informações, consulte: www.nexans.com.br

Consultor de Comunicação

03/06/2014 - Poli/USP lança livro e debate as contribuições da engenharia para o desenvolvimento do Brasil
 
Formar profissionais competentes e prover conhecimento tecnológico para o desenvolvimento econômico e industrial do Brasil é a missão da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP) desde sua fundação, há 120 anos.
Para contar uma parte desta história, o Departamento de Engenharia Mecânica da Poli/USP lança, no próximo dia 6 de junho, o livro A Engenharia Mecânica na Escola Politécnica da USP e suas contribuições para a sociedade brasileira, editado pela EDUSP e escrito por Shozo Motoyama e Marilda Nagamini. Na oportunidade, haverá uma mesa redonda com a participação de representantes da academia e dos setores público e privado para debater o futuro da engenharia no desenvolvimento da economia, da ciência e da tecnologia no Brasil.
A Engenharia Mecânica na Escola Politécnica da USP e suas contribuições para a sociedade brasileira discorre sobre a atualidade do Departamento e sua relação com a Escola Politécnica, abrange a história de criação do curso desde a atuação de Paula Souza, a posterior criação da Universidade de São Paulo e o desdobramento em outros dois cursos, engenharia de produção e mecatrônica.
A pesquisa e o ensino no Departamento são analisadas nos três últimos capítulos, concluindo-se o livro com a apresentação das perspectivas para o futuro.
O livro tem prefácio do Prof. José Roberto Cardoso e apresentação dos Profs. Ronaldo de Breyne Salvagni, Celso Pupo Pesce e Jurandir Itizo Yanagihara.
 
MESA REDONDA
Para o lançamento do livro, a Poli organiza uma mesa redonda para debater as Contribuições da engenharia para o desenvolvimento e bem estar da sociedade brasileira.
O Diretor da Escola Politécnica da USP, José Roberto Castilho Piqueira, fará a abertura do evento. Estão confirmadas as presenças do ex-ministro da Ciência e Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, do ex-vice-presidente de Engenharia de Produtos para América do Sul da GM, Pedro Manuchakian, do Diretor das FATECs de Sorocaba e São Roque, Antonio Carlos de Oliveira, e do Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Prysmian, Carlos Alberto Godinho. A mediação do debate será feita pelo professor Ronaldo de Breyne Salvagni, coordenador do Centro de Engenharia Automotiva da Poli/USP.
 
SERVIÇO
Lançamento do livro e mesa redonda
A Engenharia Mecânica na Escola Politécnica da USP e suas contribuições para a sociedade brasileira
Dia: 06 de junho, sexta-feira
Hora: 09 às 12h
Local: Anfiteatro do Departamento de Engenharia Mecânica, Av. Prof. Mello Moraes 2231 – Cidade Universitária, São Paulo
Informações: (11) 3091-5355 ou Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
 
O evento é gratuito e aberto a toda a comunidade.

03/06/2014 - Escola de Engenharia de São Carlos da USP recebe Workshop Mitsubishi
 
No dia 6 de junho, a Escola de Engenharia de São Carlos da USP (EESC-USP) irá receber o "Workshop Mitsubishi", que apresentará ferramentas para simulação de programação desenvolvida em Comando Numérico Computadorizado (CNC), em um software doado para a Escola pela empresa Automotion CNC, vinculada à Mitsubishi.
O evento é organizado pelo chefe do Departamento de Engenharia de Produção da EESC-USP, professor Reginaldo Teixeira Coelho, e pelo engenheiro da Automotion CNC, Silvio Luiz Plotegher, e será realizado no Anfiteatro Mori Seiki do Núcleo de Manufatura Avançada (NUMA) da Escola.
As apresentações serão voltadas para alunos de graduação e para profissionais das indústrias de metal e mecânica que utilizam o software, entretanto qualquer interessado pode participar. Não é necessário realizar inscrição prévia.

Confira a programação do evento:
14h | Abertura com o professor Reginaldo Teixeira Coelho, chefe do Departamento de Engenharia de Produção.
14h05 | Palestra Estudo de caso: Centro Horizontal para Produção de Vigas Metálicas, Integração CNC - Máquina - Sistema CAM.
Palestrante: Silvio Luiz Plotegher, da Mitsubishi.
Duração: 1 hora.
15h05 | Palestra Introdução ao NC TRAINER PLUS.
Palestrante: Eduardo Miller.
Duração: 45 minutos.
 
Intervalo de 15 minutos.
 
16h05 | Palestra Processos de Manufatura Aditiva.
Palestrante: professor Reginaldo Teixeira Coelho.
Duração: 45 minutos.
 
Intervalo de 15 minutos.
 
17h05 | Mesa redonda para perguntas.
Duração: 30 minutos.
 
O NUMA localiza-se no campus 1 da USP em São Carlos, sito à Av. Trabalhador são-carlense, 400, CEP 13566-590.
Para mais informações entre em contato com a Secretaria do NUMA pelo telefone (16) 3373-9433.

03/06/2014 - Metroferr 2014 deve receber mais de 3.800 visitantes

Realizada em paralelo a 20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, no período de 09 a 12 de setembro de 2014, a Metroferr- exposição de tecnologias, produtos e serviços voltados para o setor metroferroviário-, deve receber cerca de 3.800 visitantes ante os 3.250 que passaram pela feira em 2013.

Segundo David Niegeski, diretor Comercial da CKZ Eventos- empresa responsável pela organização do encontro- os profissionais que visitam à exposição e participam do congresso possuem um perfil altamente técnico e formado por tomadores de decisão. “O crescimento registrado no número de visitantes ano a ano prova a importância do evento fazendo com que a Metroferr seja uma plataforma estratégica de posicionamento e realização de negócios para diversas empresas que fornecem ao mercado metroferroviário".
Realizada anualmente pela Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô – AEAMESP, a 20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária e a Metroferr 2014 ganharam uma página eletrônica, que está no ar desde sexta-feira. Os interessados em obter mais informações sobre o congresso e exposição podem acessar o endereço www.semanametroferroviaria.com.br.
De acordo com o gerente, o congresso que está na sua vigésima edição terá como temas centrais “Crescimento, Equilíbrio e Desenvolvimento”, propondo um debate estratégico sobre a importância fundamental do crescimento do transporte sobre trilhos para equilibrar cidades e promover o desenvolvimento urbano. A grade do seminário é composta ainda pela apresentação de trabalhos técnicos, que são avaliados e selecionados pela Comissão Organizadora da AEAMESP.
Para conhecer as opções de patrocínio e exposição, podem entrar em contato com David Niegeski, na CKZ Eventos: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou nos telefones (21) 9737-7492 e (21) 2249-9550.

20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária e Metroferr 2014
Data: 09 a 12 de setembro de 2013
Local: Centro de Convenções Frei Caneca
Endereço: Rua Frei Caneca, 596, 4º – São Paulo – SP

Digital Assessoria Comunicação Integrada

02/06/2014 - M&T Peças e Serviços Congresso: Tecnologia híbrida apresenta maior benefício em equipamentos sujeitos a ciclos intermitentes
 
Sobratema promove mesa redonda para trazer conceitos que vem sendo desenvolvidos e aplicados pelos principais fabricantes de equipamentos
 
A tecnologia híbrida na área de equipamentos para construção é uma tendência e apresenta maior benefício em máquinas que estão sujeitas a ciclos intermitentes. Além disso, a massa e a inércia do equipamento também têm influência direta no processo. Essa é a avaliação de Massami Murakami, diretor de Engenharia e Aplicações para a América Latina da Volvo Construction Equipment, que participará do seminário da Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração, na M&T Peças e Serviços Congresso.
“Por conta dessas influências, os equipamentos de médio e grande porte, como escavadeiras e carregadeiras, oferecem potencial de benefícios com soluções híbridas. Já no caso de equipamentos compactos, em que a inércia é menor, soluções de motorização elétrica são mais viáveis. Por fim, equipamentos com regime de trabalho mais constante, como por exemplo, motoniveladoras, compactadores, oferecem menor potencial de benefícios com a incorporação de tecnologias híbridas”, afirma Murakami, que estará na mesa redonda Máquinas Híbridas: Conceitos e Tecnologias, a ser promovida no dia 5 de junho. Para participar, basta clicar no link: http://www.mtpscongresso.com.br/index.php/programa/palestra/37
O Grupo Volvo vem investindo nesse tipo de tecnologia há bastante tempo, com foco em híbridos-elétricos e híbridos-hidráulicos. Além de estudar as tecnologias disponíveis, tem definido um plano de longo prazo para introdução destas tecnologias em fases. Atualmente, segundo Murakami, a empresa já está trabalhando, inclusive, no desenvolvimento de alguns conceitos de quarta geração. “Uma redução significativa no custo total de propriedade é uma das premissas para a introdução destas fases ao mercado”, explica Murakami. “Para ser aplicada, a tecnologia precisa ser sustentável, não apenas no aspecto ambiental, mas também para o negócio. Nesse sentido, ela precisa apresentar benefícios ao usuário e, ao mesmo tempo, ser viável em termos econômicos”, complementa.
Os estudos da Volvo abrangem a aplicação das tecnologias híbridas em produtos já existentes assim como a conceitos de produto completamente novos. “No caso das máquinas que estão no mercado, a adequação é um fator importante porque o cliente precisa contar os mesmos serviços, com qualidade e eficiência. Já quando pensamos na futura geração de eletromobilidade, temos que desenvolver novos conceitos de máquinas que sejam capazes, também, de executar o trabalho ”, analisa Murakami. Entre os conceitos, nas suas fases mais evoluídas, apresentados ao mercado estão o Sfinx, escavadeira, o Gryphin, carregadeira de rodas, o Centaur, caminhão articulado, e o Fenix, vibroacabadora do futuro.
A mesa redonda contará ainda com a participação dos executivos da Caterpillar, Komatsu, e Liebherr. Direcionado para empresários, gestores, engenheiros e profissionais de fabricantes e distribuidores de equipamentos, construtoras, locadoras, fornecedores de peças, componentes e insumos, financiadoras, seguradoras, associações do setor de equipamentos de construção, o seminário da Sobratema também terá as palestras de Marcelo Souccar, diretor dos segmentos de Serviços e Jurídico da TOTVS, sobre Tecnologia para a cadeia de valor na gestão de equipamentos, e de Yoshio Kawakami, sócio e consultor da Raiz Consultoria, sobre O Futuro da Confiabilidade das Máquinas - O que o IVHM - Integrated Vehicle Health Management pode proporcionar no futuro.
 
Além das palestras organizadas pela Sobratema: Máquinas Híbridas, Softwares de Gestão e Pós-venda, O Mercado Brasileiro de Equipamentos para Construção - Tendências e Otimização de resultados através da gestão produtiva de equipamentos e mão-de-obra qualificada do  Instituto Opus, o Congresso contará com seminários da Abendi – Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção, Abifer – Associação Brasileira da Indústria Ferroviária, a Abraman – Associação Brasileira de Manutenção e Gestão de Ativos, Anicer - Associação Nacional da Indústria Cerâmica, IE – Instituto de Engenharia, Sindipedras - Sindicado da Indústria de Mineração de Pedra Britada do Estado de São Paulo, Sindipesa – Sindicato Nacional das Empresas de Transporte e Movimentação de Cargas Pesadas e Excepcionais, e Valorização do Rental, que tem o apoio da Abelme – Associação Baiana das Empresas de Locação de Máquinas e Equipamentos, Alec – Associação Brasileira das Empresas Locadoras de Bens Móveis, Apelmat – Associação Paulista dos Empreiteiros e Locadores de Máquinas de Terraplanagem e Ar Comprimido, do Sindileq-CE - Sindicato das Empresas Locadoras de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas do estado do Ceará, do Sindileq-GO - Sindicato dos Locadores de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas de Goiás, do Sindileq-MG – Sindicato dos Locadores de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas de Minas Gerais, do Sindileq-PE – Sindicato dos Locadores de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas de Pernambuco, e do Sindileq-RN – Sindicato das Empresas Locadoras de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas do Rio Grande do Norte.
 
A M&T Peças e Serviços Congresso ocorre simultaneamente à M&T Peças e Serviços – 2ª Feira e Congresso de Tecnologia e Gestão de Equipamentos para Construção e Mineração e representa uma oportunidade única de difundir informações e trocar experiências entre os profissionais e empresas do setor
 
Feira - Única feira direcionada exclusivamente para as áreas de gestão, soluções de pós-venda, insumos e componentes para equipamentos para a construção e mineração, a M&T Peças e Serviços será realizada de 3 a 6 de junho. O evento apresentará as principais novidades e lançamentos para esses segmentos e contará com o Salão de Tecnologia, Segurança e Sustentabilidade, iniciativa inédita, que trará conceitos inovadores de empresas do setor.
Para participar, os visitantes podem realizar o credenciamento online, que agiliza sua entrada ao evento. Basta acessar o site oficial (www.mtps.org.br), passar o mouse pela aba Visitantes e clicar em credenciamento, seguindo as instruções para realizar a inscrição, de maneira prática e gratuita.
 
M&T Peças e Serviços Congresso
Data: 4 e 5 de junho
Local: Centro de Exposições Imigrantes - Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Água Funda – São Paulo/SP
Informações: http://www.mtpscongresso.com.br/
 
Mecânica de Comunicação Ltda.

Mais Notícias...

Página 7 de 158

7

Site Login