HM Engenharia registra alta de 23% na receita líquida em 2021 e reforça o landbank com aquisição de R$ 1,8 bilhão em VGV

HM Engenharia 04-2022HM Engenharia registra alta de 23% na receita líquida em 2021 e reforça o landbank com aquisição de R$ 1,8 bilhão em VGV 

Lucro líquido cresceu 103%, chegando a R$ 19 milhões no ano passado.
A HM Engenharia, construtora e incorporadora do Grupo MOVER com 45 anos de atuação no segmento residencial com foco em empreendimentos econômicos, registrou em 2021 resultados que indicam o acerto de sua estratégia de crescimento. Em ano ainda marcado pela pandemia, a empresa divulgou vendas no valor de R$ 511 milhões, com 2.560 unidades habitacionais comercializadas. O número está em linha com o obtido em 2020, quando e companhia registrou seu recorde histórico no indicador.
A Receita Líquida atingiu o patamar de R$ 469 milhões, crescimento de 23% na comparação com o ano anterior. Já o Lucro Líquido foi de R$ 19 milhões – 103% maior que em 2020. Para garantir a continuidade no crescimento, a empresa reforçou seu landbank adquirindo VGV de R$ 1,8 bilhão em novos terrenos. A manutenção dos bons resultados é fruto de uma gestão dinâmica de vendas combinada com a constante análise de margens dos projetos e da eficiência na produção.
Com a chegada do novo CEO, André Leitão, em maio do ano passado, a HM Engenharia implementou um projeto de revisão estratégica para manter seu ritmo de crescimento sustentável pelos próximos cinco anos. Como resultado do trabalho, o foco da companhia passa a ser direcionado a investimentos em inovação e iniciativas que colocam os clientes no centro do negócio, aumento da produtividade e da competitividade, agenda ESG e desenvolvimento de pessoas.
O planejamento contempla ainda um processo de expansão geográfica para outras praças além do interior paulista e da região metropolitana de Campinas, onde a operação da construtora já está consolidada. Estão previstos 17 lançamentos para 2022 – 11 a mais que em 2021 –, especialmente na Grande São Paulo, que deverá representar 40% do total de novas unidades no ano. Para isso, a companhia investiu também na compra de terrenos, comprando landbank de R$ 1,8 bilhão em VGV, montante que garante os lançamentos em regiões estratégicas nos anos de 2022 e 2023.
A conquista do Prêmio Reclame Aqui 2021 na categoria Construtoras, Empreendimentos Imobiliários e Incorporadoras também reconhece o esforço da empresa em colocar o cliente no centro de seus negócios, como o investimento na digitalização da jornada de compra de imóvel. Graças a essa iniciativa, todo o processo de aquisição de um imóvel agora pode ser feito por canais digitais – da escolha e assinatura do contrato até o acompanhamento da obra e contato com a equipe de relacionamento com clientes.
O lançamento da assistente virtual Eme, ecossistema que reúne todas as atividades da HM para oferecer uma melhor experiência de compra, motivou ainda a criação da HM Estelar, apresentada ao mercado no início de 2022. Trata-se de uma plataforma completa de serviços e relacionamento que conecta clientes a prestadores de serviços e ainda, em parceria com a empresa Dotz, oferece vantagens como o acúmulo de pontos que podem ser utilizados na redução do valor da prestação do imóvel ou de produtos e serviços adquiridos.
Para dar continuidade ao planejamento estratégico desenhado em 2021, a companhia vem buscando maior competitividade e eficiência por meio da implantação das metodologias Lean Office e Lean Obras, que têm objetivo de eliminar desperdícios em processos administrativos e também nas construções, otimizando o tempo de trabalho e garantindo uma melhor gestão de processos.
Ao longo de 2021, a agenda ESG da companhia priorizou a segurança no trabalho com operação segura e protocolos para prevenção da Covid-19. Na área ambiental, mereceram destaque práticas como gestão de resíduos, com o uso de formas de alumínio na construção que reduzem desperdícios e aumentam a produtividade da operação. Na Governança, a HM reforçou a atuação dos comitês de Performance, Estratégia & Finanças, Governança, Pessoas & Sustentabilidade, Auditoria, Compliance & Riscos, responsáveis por assessorar e orientar as decisões do Conselho de Administração. Além disso, a empresa realizou pelo segundo ano consecutivo o plano de auditoria de processos internos e o diagnóstico e mapa de riscos corporativos, ambos conduzidos por auditores independentes. Para 2022, a agenda ESG será reforçada com a implementação do plano plurianual já aprovado pelo Conselho de Administração que prevê, por exemplo, programa de diversidade estruturado, novos materiais & métodos construtivos e Relatório Integrado Econômico & Práticas ESG.

Foto: divulgação

 

Banner
Banner
Banner
Banner

Site Login