Boas práticas sociais e de governança corporativa devem abrir mais portas para mulheres na engenharia

Estela Testa PieralisiBoas práticas sociais e de governança corporativa
devem abrir mais portas para mulheres na engenharia

 

Por Regina Trombelli

Engenheira formada pela Unicamp, Estela Testa, CEO da Pieralisi, aposta nas boas práticas sociais e de governança corporativa para impulsionar a participação das mulheres nas diversas áreas da engenharia. “Com o ESG, muitas portas se abrirão para as mulheres nas corporações. Acredito que será brilhante para as mulheres!”, afirma.

 

A sigla ESG representa E - Environmental (Meio ambiente); S - Social; e G - Governance (Governança). Reúne um conjunto de padrões e boas práticas que visa definir se a operação de uma empresa é socialmente consciente, sustentável e corretamente gerenciada. Uma das boas práticas sociais para a empresa é a igualdade de gênero.

Para Estela, que conta ser apaixonada pela Engenharia, a maior participação feminina na área traz vantagens às corporações. “A racionalidade da engenharia com a sensibilidade da mulher são uma união poderosíssima para efetuar mudanças. Mudanças que o mundo precisa, mudanças que as empresas precisam”, afirma.

Segundo a executiva e engenheira, a participação da mulher no setor não tem restrições ou limites na diversidade de cargos, departamentos e empresas de todos os setores.

Quanto aos obstáculos da mulher que quer seguir carreira em áreas ainda majoritariamente ocupada por homens vai enfrentar, Estela avalia que faz parte da trajetória. “Dificuldades, sempre teremos, mas não podemos introjetar o que tentam nos colocar. Não podemos nos importar com o que pensam ou acham. Temos que mirar nosso foco de crescimento profissional e ir. Acreditando em nós mesmos, com o tempo, todos acreditarão!”.

Estela também é vice-presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), presidente do Sistema Nacional das Indústrias de Equipamentos para Saneamento Básico e Ambiental (Sindesam) e do Conselho de Saneamento da Abimaq e membro do Infra Woman Brazil (IWB).

Para as mulheres que sonham nessa carreira, Estela é enfática: “Abracem a engenharia, pois ela abre centenas de possibilidades de carreiras e temos todas as ferramentas necessárias para brilharmos em nossas profissões”.

Atuação na área ambiental - A Pieralisi atua na área ambiental fornecendo máquinas para as Estações de Tratamento de Água e de Efluentes (ETAS E ETES, respectivamente), promovendo a desidratação dos lodos gerados nas ETES e ETAS industriais e municipais. Na área de alimentos, possui máquinas para extração do melhor azeite das oliveiras e do melhor suco de uva das parreiras.

Os decanters e centrífugas Pieralisi são utilizados nas áreas ambiental, química, reciclagem, oleoquímica, combustíveis minerais e óleos lubrificantes, produtos de base animal, alimentos e bebidas, vegetais e produtos de leite animal.

Mulheres na infraestrutura - A Infra Women Brazil (IWB), do qual Estela Testa faz parte, é um grupo sem fins lucrativos dedicado à promoção e incentivo da presença de mulheres no setor de infraestrutura.

“É impossível contar quantas mulheres maravilhosas que desbravaram e desbravam este setor que antes era tão limitado aos homens. E neste grupo conseguimos participar de tudo que acontece em cada setor da infraestrutura, nos mantemos informadas, nos apoiamos, nos ajudamos e conseguimos verificar o quanto podemos ser fortes e crescer juntas”, relata Estela.

No site infrawomen.com, veja como fazer parte dessa iniciativa.

Foto: Engenheira Estela Testa, CEO da Pieralisi

Banner
Banner
Banner
Banner

Site Login