Honda amplia o uso de energia limpa em suas operações

honda2.jpgHonda amplia o uso de energia limpa em suas operações
 
Escritório da empresa no bairro do Morumbi, em São Paulo, passará a operar com o uso de energia elétrica advinda do Parque Eólico da Honda Energy. A Honda Energy do Brasil, subsidiária da Honda Automóveis do Brasil, avança em seu compromisso ambiental e anuncia que irá suprir, a partir de novembro deste ano, toda a demanda de energia elétrica do escritório da marca localizado no bairro do Morumbi, capital paulista.

O edifício de 26.000 m2 possui seis pavimentos e dois níveis de subsolo e é a sede da Honda Serviços Financeiros (HSF) - operação que congrega o Banco Honda, o Consórcio Honda e Seguros Honda -, além de abrigar as áreas relacionadas às vendas de motocicletas e produtos de força.
Desde novembro de 2014, o parque eólico da Honda, situado em Xangri-Lá (RS), fornece energia limpa e renovável para o complexo de Sumaré, interior de São Paulo, onde se localizam a sede administrativa da marca na América do Sul, o centro de pesquisa e desenvolvimento da Honda na região, além da fábrica de automóveis, que opera, atualmente, em sua capacidade produtiva plena de 120 mil veículos ao ano.
A expansão do fornecimento de energia para a operação do Morumbi evidencia a posição de destaque da subsidiária brasileira no grupo Honda. Em 2011, a matriz estabeleceu a meta de reduzir em 30% as emissões de CO2 de seus automóveis, motocicletas, produtos de força e também de seus processos produtivos em todo o mundo. Em uma iniciativa inédita no grupo e no setor automotivo nacional, a filial brasileira propôs a criação do parque eólico e já em 2015, conseguiu reduzir mais de 50% das emissões, atingindo assim o resultado cinco anos antes do prazo estipulado.
“A construção do Parque Eólico Honda Energy representa o comprometimento da Honda com um futuro sustentável para as próximas gerações. Foi um salto inovador que possibilitou minimizar os impactos ambientais de nossas operações. A expansão do fornecimento de energia elétrica para o escritório do Morumbi comprova a solidez desse projeto e coloca a marca mais próxima da autossuficiência em energia limpa e renovável”, afirma Carlos Eigi, presidente da Honda Energy do Brasil.
O anúncio vem acompanhado de um importante marco na trajetória da empresa. Em um ano e meio de operações, a geração acumulada do parque atingiu mais de 100.000 MW, possibilitando a incorporação da energia limpa e renovável ao processo produtivo de 215 mil automóveis da marca. Com o desempenho, 12.866 toneladas de CO2 deixaram de ser emitidos na atmosfera.
 
Brazil Wind Power 2016 - A Honda irá ceder, pelo segundo ano, certificados de energia renovável ao Brazil Wind Power. Com isso, a principal feira de Energia Eólica da América Latina, que acontece de 30 de agosto a 1º de setembro na cidade do Rio de Janeiro, será concebida com energia de fonte renovável, neutralizando eventuais impactos ambientais envolvidos na realização do evento.
A Honda é a única empresa do setor automotivo nacional autossuficiente em energia renovável e também a obter o Certificado de Energia Renovável, cedido pela ABEEólica (Associação Brasileira de Energia Eólica) e pela Abragel (Associação Brasileira de Geração de Energia Limpa). Apenas empresas certificadas têm direito à posse do Selo de Energia Renovável.
O selo atesta a utilização de energia renovável nas operações da empresa, ratificando seu compromisso com a sustentabilidade. Desde o início de 2015, os automóveis da Honda são produzidos a partir de energia 100% renovável.
 
Honda: há 45 anos na vida dos brasileiros - Em 1971, a Honda iniciava no Brasil as vendas de suas primeiras motocicletas importadas. Cinco anos depois, era inaugurada a fábrica da Moto Honda da Amazônia, em Manaus, de onde saiu a primeira CG, até hoje o veículo mais vendido do Brasil. De lá para cá, a unidade produziu mais de 21 milhões de motos, além de quadriciclos e motores estacionários. Para facilitar o acesso aos produtos da marca, em 1981 nasceu o Consórcio Honda, hoje a maior administradora de consórcios do Brasil, que faz parte da estrutura da Honda Serviços Financeiros, também composta pela Seguros Honda e o Banco Honda. Dando continuidade à trajetória de crescimento, em 1992 chegavam ao Brasil os primeiros automóveis Honda importados. Em 1997, a Honda Automóveis do Brasil iniciava a produção do Civic, em Sumaré (SP), de onde já saíram mais de 1,5 milhão de veículos. Durante esses anos a empresa também inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa & Desenvolvimento. Estruturou uma rede de concessionárias hoje composta por mais de 1200 endereços. Tudo isso para oferecer aos clientes uma excelente experiência com a marca. Em 2014, em uma iniciativa inédita no segmento, a Honda inaugurou seu primeiro parque eólico do mundo, na cidade de Xangri-Lá (RS). O empreendimento supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, reduzindo os impactos ambientais das operações da empresa. Em 2015, a Honda Aircraft Company anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para o Brasil. E a segunda planta de automóveis da marca foi construída na cidade de Itirapina (SP), porque muito mais está por vir. A empresa reitera seu compromisso de longo prazo com o Brasil e seguirá empenhada em contribuir cada vez mais com a vida e a mobilidade dos brasileiros! Saiba mais em www.honda.com.br
 
Foto: divulgação
Comunicação Honda

Banner
Banner

 

Site Login