JCB apresenta faturamento global de 2015 e aposta na recuperação do mercado

jcb_canivete.jpgJCB apresenta faturamento global de 2015 e aposta na recuperação do mercado
 
Apesar do segmento global de equipamentos de construção ter apresentado queda em 2015, os investimentos da empresa foram mantidos. A JCB, empresa de origem inglesa e líder mundial em retroescavadeiras e manipuladores telescópicos, atingiu rendimentos subjacentes de £214 milhões no ano de 2015, apesar do difícil cenário dos mercados em desenvolvimento no mundo no setor em que atua.


A empresa teve um crescimento mais lento do que o esperado na América do Norte e Europa. De maneira geral, as condições de mercado na primeira metade de 2016 permaneceram frágeis, com exceção da Índia, que obteve retorno de crescimento após quatro anos sucessivos de contração. O Brasil está entre os países que vêm recebendo a atenção da JCB. Apenas em 2016 a empresa já anunciou o investimento de R$ 10 milhões em novas máquinas, localização e aprimoramento de pós-vendas.
Os rendimentos globais do consolidado de 2015, em uma base EBITDA, foram de £214 milhões (2014: £294 milhões) antes de custos únicos de reestruturação de £10 milhões (2014: £11 milhões). O volume de vendas apresentado foi de £2,34 bilhões em relação aos £2,51 bilhões do ano anterior, e o total de máquinas comercializadas em 2015 foi de 59.844 (2014: 64.028).
O CEO da JCB, Graeme Macdonald, explicou que "o desempenho de negócios da JCB, em 2015, foi resiliente frente a uma deterioração mais acentuada das condições de mercado no mundo, especialmente nas economias do Brasil, Rússia e China. O mercado global ainda está incerto e frágil este ano”.
Em visita recente ao país, Macdonald destacou que acredita na recuperação do mercado brasileiro, uma vez que os setores de infraestrutura, construção e agricultura necessitam de constantes investimentos para manterem a competitividade.
Para o presidente da JCB do Brasil, José Luis Gonçalves, o plano de investimentos da empresa até 2018 reforça esse posicionamento. "Nesse ano trouxemos ao país a consagrada retroescavadeira JCB 3CX, com investimento em eventos nacionais para seu lançamento, pois queremos retomar a liderança na categoria. Para o período 2016-2018 a JCB investirá R$ 50 milhões no Brasil, essas iniciativas mostram o comprometimento da companhia com a nossa operação", salientou Gonçalves.
O presidente do Conselho da JCB, Sr. Anthony Bamford, afirmou: "Apesar das difíceis condições de mercado, continuamos otimistas em relação ao futuro. Os recentes lançamentos de produtos estão tendo muito sucesso, especialmente a nova e revolucionária Hydradig, planejada e construída especificamente para uso em ambientes urbanos congestionados".
 
Sobre a JCB - Líder mundial em vendas de máquinas retroescavadeiras e manipuladores telescópicos, a JCB é a terceira maior fabricante global de equipamentos para construção civil.  Empresa de origem britânica com mais de 70 anos de atuação, dos quais há 19 no País, possui 23 fábricas em quatro continentes que produzem mais de 300 modelos de máquinas diferentes. A fábrica no Brasil fica no município de Sorocaba (SP), a qual atende a toda a América Latina, e onde são produzidas retroescavadeiras modelos 3CX e 4CX, escavadeira hidráulica de esteira JS 200LC, manipuladores telescópicos 540-170 e 535-125, rolo compactador VM115 e pás carregadeiras 422ZX e 426ZX.
 
Foto: divulgação
G&A Comunicação Corporativa

Banner
Banner

 

Site Login