energia

INTECH Engenharia destaca-se em atividades de shore approach

29/01/2013 - INTECH Engenharia destaca-se em atividades de shore approach

intech-arquivointech.jpgA empresa é a líder nesse tipo de obra, também conhecida como aproximação de praia, que faz a interligação entre dutos submarinos e os instalados em terra
As obras de shore approach ou aproximação de praia fazem parte do escopo da INTECH Engenharia, a única empresa genuinamente brasileira que tem um histórico nessa área. De acordo com o diretor comercial da empresa, Carlos Pimenta, os shore approaches são caracterizados pelo forte apelo ambiental e pela alta especialização em engenharia.“O grande desafio é a exigência de precisão na execução. Imagine uma sonda de perfuração, instalada na praia, que precisa atravessar distâncias de quilômetros para atingir o alvo no mar, desviando-se de rochas”, explica. “Além da precisão, o método precisa ter a mínima intervenção no ecossistema marítimo”, completa.
Segundo Pimenta, o shore approach sempre é uma obra complexa, exigindo o conhecimento detalhado da geologia do local de interligação entre os dutos. Do ponto de vista ambiental, o shore appoach minimiza consideravelmente o impacto na região de praia e na arrebentação. Adicionalmente, todos os produtos empregados tem que ser biodegradáveis e não interferirem no meio-ambiente. O exemplo de minimização dos efeitos ambientais fica claro na comparação entre a aproximação de praia e uma obra convencional de interligação entre dutos submarinos e os instalados em terra. No segundo caso, há a necessidade de uma grande escavação, além da intervenção no mar, com atividades como dragagem.
Com um histórico consolidado no setor de óleo e gás, a INTECH acredita que o próximo segmento a ter aplicado o shore approach pode ser o de saneamento. Fora do Brasil, a empresa já tem essa experiência no continente africano, com participação no projeto da Horizontal Drilling International (HDI) . No Brasil, três grandes obras de shore approach fazem parte do histórico da INTECH, inclusive a maior delas em extensão– a implantação de uma linha de dutos de carbono com diâmetro de 12,75 polegadas, destinado ao transporte de gás, na zona de aproximação de praia no Campo de Jubarte (ES), realizado em 2009.
A aproximação de praia faz parte da obra do gasoduto de 1,2 km, de propriedade da Petrobras, e que interliga os campos de produção do Parque das Baleias até a praia do Além, nas proximidades de Anchieta (ES). O desafio dessa obra foi a instalação de uma coluna de tubos de aço carbono para passagem de gás em solo aluvionar (formado pelo depósito de matérias orgânicas e inorgânicas formado pela ação da águas), rocha gnaisse (formada a partir da deformação de sedimentos como grãos de quartzo, feldspatos, entre outros), e sedimentos marinhos. Este cenário demandou a estabilização no inicio da rota do furo, por meio de cravação de um tubo camisa de aço de 30 polegadas de diâmetro e comprimento de 83m.
Além da primeira obra, a INTECH tem dois outros shore approach realizados no País. Uma delas é o trecho de interligação para o oleoduto que faz a ligação entre o Campo da Fazenda Alegre (on shore) ao PLEM (estrutura de grande porte que serve para interligar diversos campos produtores de gás natural, localizados no fundo do mar) do Terminal Norte Capixaba. Nesta obra foram instaladas duas linhas de dutos paralelas, cruzando dunas e zonas de arrebentação da Praia de Barra Nova. A execução da obra foi tão bem sucedida que foi utilizado o mesmo método para projetos semelhantes.
A outra ação foi realizada em Cacimbas-Camarupim, também no Espírito Santo. Nessa segunda, a INTECH executou o duto através da zona de arrebentação da praia de Cacimbas, numa extensão de 887 m e com o maior diâmetro já instalado no Brasil em obras desse tipo: 24 polegadas.
 
SOBRE INTECH ENGENHARIA
INTECH Engenharia atua no mercado desde 1998 e é referência nacional na aplicação do Método Não Destrutivo de Perfuração Horizontal Direcional(HDD) para instalação de dutos de aço carbono e de PEAD de grandes diâmetros em travessias e cruzamentos para linhas de gás, óleo, energia életrica, minérios, água e esgoto, biocombustíveis, telecomunicações, descontaminação de solo além de aproximações de praia (shore approaches) e perfuração de poços de petróleo.
 
Foto: Divulgação
Canaris

Site Login