Construções com certificação ambiental contam agora com norma da ABNT para conteúdo reciclado de alumínio

22/06/2017 - Construções com certificação ambiental contam agora com norma da ABNT para conteúdo reciclado de alumínio
 
Iniciativa da ABAL padroniza conceitos e métodos de cálculos do conteúdo reciclado em produtos de alumínio.
 
A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Foro Nacional de Normalização, acaba de publicar a Norma para determinação de conteúdo reciclado de alumínio, ABNT NBR 16598, elaborada pelo ABNT/CB-035 – Comitê Brasileiro do Alumínio, cuja secretaria técnica é feita pela Associação Brasileira do Alumínio (ABAL).
 
A iniciativa tem como objetivo definir critérios para cálculo do percentual de material reciclado em produtos de alumínio, que visam atender às exigências de edifícios que buscam alguma certificação ambiental como, por exemplo, o selo LEED, entre outras.
 
Durante a transformação do alumínio em produtos acabados, como esquadrias, janelas, portas, entre outros, e após a sua utilização (descarte pelo usuário final), existe a geração de resíduos metálicos. Com essa Norma, os resíduos foram classificados em três tipos: Run Around Scrap – RAS (sucata gerada durante o processo), material reciclável de pré-consumo e de pós-consumo. “A partir de agora será possível padronizar os conceitos e métodos específicos de cálculo para definição do conteúdo reciclado em produtos extrudados, laminados e fundidos de alumínio e suas ligas”, explica a coordenadora da Comissão de Estudos de Reciclagem de Alumínio do ABNT/CB-035, Cíntia Figueiredo.
 
Ayrton Filleti, coordenador do Comitê de Tecnologia da ABAL, e também Gestor do ABNT/CB-035, resume os principais benefícios para o setor e consumidores: “Além de melhorias ambientais na produção, processos e produtos, bem como redução de distorções no mercado, a ação irá uniformizar as declarações para certificações ambientais de edifícios”.
 
O alumínio na Construção Civil
O alumínio vem ganhando espaço nos projetos de prédios e demais obras de construção civil ao redor do mundo. Muito utilizado nas esquadrias e em revestimentos de fachadas, o alumínio diminui a carga térmica, reduzindo significativamente o consumo do ar condicionado. Além disso, sua leveza, praticidade de montagem e resistência à chuva e corrosão, também são levadas em consideração para a construção de pontes e passarelas de pedestres. O metal tem vida média acima de 40 anos, o que diminui a necessidade de manutenção ou troca.
 
Reciclagem
Tema central dessa Norma, a reciclabilidade é um dos principais atributos do alumínio e reforça o potencial de sua indústria para a sustentabilidade em termos econômicos, sociais e ambientais. O alumínio pode ser reciclado infinitas vezes, sem perder suas características no processo de reaproveitamento, ao contrário de outros materiais.
 
Sobre a ABAL - A Associação Brasileira do Alumínio - ABAL foi fundada em 15 de maio de 1970 e representa 100% dos produtores de alumínio primário e indústrias transformadoras que contabilizam 80% do consumo domésticos do metal. Interlocutora do setor, a ABAL atua por meio de Comitês Técnicos e de Mercado no desenvolvimento da indústria e no incremento de sua competitividade; na representação do setor junto ao governo; na difusão de aplicações e novas tecnologias ligadas ao alumínio, além de suporte informativo a associados e opinião pública.
 
Página 1 Comunicação

Banner
Banner
Banner
Banner

Site Login