Sotreq e Michelin firmam parceria para aumentar eficiência dos equipamentos Cat

cat_motoniveladora.jpgSotreq e Michelin firmam parceria para aumentar eficiência dos equipamentos Cat

Engenharia utilizada no pneu radial garante uma performance maior para as máquinas. Pode não parecer, mas os pneus das máquinas são um dos itens mais importantes para garantir eficiência e a economia durante a execução de um trabalho.

Mais do que simples compostos de borrachas, para serem fabricados, são necessárias inúmeras tecnologias de ponta a fim de melhorar o desempenho e, com isso, gerar uma redução da despesa com o consumo de combustível nos diferentes tipos de solo.

Visando agregar ainda mais produtividade aos seus equipamentos, a Sotreq, empresa com 75 anos no mercado e uma das maiores provedoras de soluções, produtos e sistemas Cat® no Brasil, firmou parceria com a Michelin, companhia francesa, fundada em 1891, líder mundial do mercado de pneus radiais.

A tecnologia radial foi criada pela Michelin nos anos 40 e possui mais vantagens quando comparada à convencional. “A engenharia empregada pela Michelin na construção do pneu radial traz a ele uma durabilidade excepcional e uma máxima tração, garantindo, dessa forma, uma performance e disponibilidade superior”, descreve Renan Tomaz, especialista de produto da Sotreq.

Radiais X diagonais
No pneu diagonal, a lona carcaça é composta por várias lonas têxteis cruzadas entre si formando uma camada espessa, menos flexível e mais propensa ao aquecimento. Por conta dessa rigidez, não absorve o relevo do chão, deixando o condutor e a máquina mais expostos a todos os impactos.

O radial, entretanto, pelo fato de ser formado por uma carcaça mais flexível e de possuir uma armadura metálica para estabilizar a banda de rodagem, confere menor compactação e agressão do solo. Outra vantagem é que a lona de aço, o talão reforçado e os flancos bem protegidos proporcionam uma maior estabilidade ao operador.

“A principal diferença do radial é que uma única lona em aço contorna o pneu de um lado a outro do aro. Sendo assim, somente na banda de rodagem são instaladas outras de trabalho e de proteção, mantendo totalmente o seu contato com a superfície. Por essa característica de isolamento, diminui a necessidade de aceleração e uma economia de combustível”, informa Tomaz.

O pneu radial também é muito resistente às perfurações, durando, em média, 80 a 100% mais do que os diagonais, principalmente, por causa das esculturas em seus desenhos que facilitam a circulação do ar e o esfriamento. “Como ele dura mais, a necessidade de manutenção do equipamento é reduzida e, com isso, não interfere na produção”, informa o especialista de produto da Sotreq.

Vale ressaltar que para escolher o pneu radial adequado é importante observar as variáveis como abrasividade da superfície, material movimentado e topografia. “A Sotreq fornece pneus para diversos segmentos do mercado. Disponibilizamos modelos que vão desde a linha industrial, como empilhadeiras, até às compactas como Minicarregadeiras, além dos segmentos de construção, mineração e até a linha agrícola”, conclui Renan.

Sobre a Sotreq - Com 75 anos de atuação no Brasil, é uma das maiores provedoras de soluções customizadas, produtos e sistemas Cat®. Atualmente, a organização possui mais de 60 filiais distribuídas nas regiões Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do Brasil, oferecendo suporte completo em peças, serviços, contratos e tecnologia. www.sotreq.com.br/

Foto: divulgação
dezoitocom

Banner
Banner

 

Site Login